Início » Amamentação » Porque eu sou ativista da amamentação – Blogagem coletiva 2013

20/8 2013

Porque eu sou ativista da amamentação – Blogagem coletiva 2013

Por Alessandra | Sem Comentários

Porque sou ativista da amamentação

 

A amamentação não precisa de defesas. Ela é o que é. Fundamental, vital, natural, importante para mãe e bebê.
Não deveriam ser necessárias teses e estudos provando sua importância. Porque é amor e vida fluindo de mãe para filho, e vice-versa.

Mas a gente complicou tudo e, hoje em dia, o amamentar é a exceção
“Coisa que se der para fazer tudo bem, senão o leitinho em pó resolve. Coisa que se faz só nas primeiras semanas porque depois a mãe precisa ganhar o mundo e sua independência. Coisa que as propagandas estão aí para dizer que você não precisa se esforçar para conseguir, afinal, você não precisa enfrentar as dificuldades que podem surgir. Culpa zero.”

Aí vem o pediatra
“Seu filho não está ganhando peso suficiente porque não está dentro de um determinado padrão que ele considera aceitável (ainda que nossos filhos não sejam bonecos feitos por uma mesma forma). Chupeta é coisa boa, cala a boa do bebê e te dá sossego. Se leite em pó não fosse bom a indústria não o venderia (oi?). Pare de sofrer com mamilos machucados e dê logo a mamadeira.”

Também sempre aparece uma boa alma querendo ajudar
“Dê  água para esse menino, ele está com sede. Chá disso para cólicas. Chá daquilo para icterícia. Ele está com vontade do que estamos comendo. Dê logo e deixe de frescura, dei para meus filhos e todos estão vivos até hoje. “

É tanto problema que aparece
“Você não tem bico. Sua mama é grande. Você não tem peito suficiente. Use bico de silicone. Nem tem leite direito aí. E o que tem é fraco. Ele chora porque tem fome. Você não está dando conta. Você não sabe o que está fazendo. Dê mamadeira com “engrossante” e ele dorme a noite inteira!

E a modernidade
“Nada de ficar à disposição desse bebê. Você precisa ter independência. O bebê precisa aprender a ser independente. Deixe ele chorar. É manha… bebê manhoso e manipulador. Só quer saber de peito e te faz de chupeta. Volte logo a trabalhar e introduza alimentos precocemente. Hora do desmame. Esse menino já tem dentes.”

Para a amamentação ter sucesso só são necessárias duas coisas: mãe e bebê. O resto só atrapalha.

E num mundo tão cheio de informações, muitas delas são equivocadas.
Por isso sou ativista da amamentação: porque precisamos difundir informação de qualidade para que toda dupla mãe-bebê tenha a oportunidade de trilhar uma linda história de amamentação.

Chega de mídia enganadora. Chega de profissionais não capacitados. Chega de pediatras equivocados.

Toda mulher pode amamentar. A amamentação deve ser exclusiva até os 6 meses  (nada de água ou chás) e complementar até no MÍNIMO dois anos.

Suporte e apoio de qualidade é o que essa dupla precisa. Isto não é uma ditadura da amamentação, é a oportunidade de mulheres fazerem suas escolhas conscientes baseadas em informação correta.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolhi ser Mãe | 2013
Por Alessandra Rebecchi Feitosa - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Estúdio Jabuticaba em Wordpress