25/2 2013

Promoção: livro PARTO COM AMOR

Por Alessandra | Sem Comentários

Concorra a um livro Parto Com Amor

O Escolhi Ser Mãe está de cara nova. Mais bonito e gostoso de navegar.

A cada dia você poderá acompanhar novidades sobre o delicioso mundo da maternidade.

E, para comemorar este lindo layout e os 4 anos de existência do blog, vamos sortear um exemplar do livro PARTO COM AMOR, de Luciana Benatti e Marcelo Min.

Veja como é fácil participar da promoção:

1. Curta a página do Escolhi Ser Mãe no Facebook:http://www.facebook.com/EscolhiSerMae

2. Compartilhe a imagem da promoção no Facebook: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=483849355010380&set=pb.432859660109350.-2207520000.1361811143&type=3&theater

3. Na página do Escolhi Ser Mãe no Facebook clique em “Promoções” e em “Quero Participar”

>> O Sorteio ocorrerá no dia 22/03/2013.

Boa sorte!!!!

 

Tags: , , ,
09/10 2012

Ótimos livros para pais de primeira viagem

Por Alessandra | Sem Comentários

Esta semana escrevi uma matéria para o www.bebe.com.br sobre livros bacanas para pais de primeira viagem.
É uma lista com 15 livros, muitos dos quais já li, e aqueles que ainda não li, pesquisei profundamente para saber se condiziam com aquilo que acredito serem práticas conscientes de maternagem.

Vale a pena dar uma conferida lá:

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
15/8 2012

BC – Porque eu sou uma ativista da amamentação

Por Alessandra | 12 Comentários

Escrevo este post participando da Blogagem Coletiva prosposta pelo blog Desabafo de Mãe em comemoração da SMAM 2012.

Percebi que muitos mitos envolviam a amamentação quando, em uma das consultas à minha antiga G.O., ela fez questão de avisar: “Se não ler esse livro, não faço seu parto”. O livro era o Nana Nenê , de Gary Ezzo e, francamente, eu não entendi o que ele poderia ter a ver com o meu parto. Mas, curiosa que sou, li o tal livro.
Entre dicas sobre como deixar seu filho dormir sozinho no berço – sim, chorando – e outros aspectos da “moderna maternidade” – que diz que os pais não devem mudar em nada sua vida por causa dos filhos – o livro defendia a rotina e o horário para a amamentação. Então, entendi. Ela queria que eu aprendesse a ter horários de amamentação para que não precisasse procurá-la com dúvidas. “Isso vai evitar que você me ligue pela madrugada”, confessou ela mais tarde.

Os que conhecem minha história sabem: mudei de G.O. e nunca coloquei em prática as ideais do livro – nem recomendo a sua leitura. Mas toda essa história serviu para que eu entendesse que teria que seguir meus instintos sobre o que achasse que seria melhor para minha filha. E, entre essas coisas estão: amamentação em livre demanda, exclusiva até os 6 meses de idade e continuada até quando bem entendermos.

Percebi, então, a importância de disseminar este tipo de informação, muitas vezes distorcida ou condenada por muitos médicos – mesmo que incentivada pelo Ministério da Saúde. Porque, com informação de qualidade, cada mãe tem a liberdade de escolher o que achar melhor para seus filhos e ficar tranquila por ter feito suas próprias e conscientes escolhas.

Tags: , , , , ,
03/11 2011

“O que esperar quando você está esperando”

Por Alessandra | Sem Comentários

Um bom livro para quem deseja saber o que se passa em cada momento da sua gravidez

Logo no início da gravidez decidimos comprar um livro que nos ajudasse a entender o que estaria se passando com nosso bebê mês a mês. Depois de algumas indicações, optamos  por comprar “O Que Esperar Quando Você Está Esperando”, da Editora Record.

Gostei bastante deste livro porque a cada mês de gravidez eu lia o que estava se passando dentro da minha barriga e com o meu corpo. Exatamente como alguns sites atualmente fazem, oferecendo o serviço, até mesmo, por e-mail. Mas o livro é mais abrangente e detalhista.

Por ser um livro traduzido do original americano, privilegia o parto normal. Mas é o normal cheio de intervenções médicas, por isso, deve ser lido com análise crítica (como tudo nessa vida) para que a gente retenha apenas aquilo que é bom de verdade.

Tags: , ,
24/10 2011

“Parto Ativo”

Por Alessandra | Sem Comentários

Janet Balaskas prepara a mulher para ser a protagonista do parto

Há muito tempo que prometo comentários sobre os livros que já li e, enfim , começo a fazer minhas indicações (ou não, rs) dessas literaturas.

“Parto Ativo”, de Janet Balaskas, Editora Ground, foi uma das melhores aquisições que fiz para a minha preparação para o parto natural. Comprei por indicação da minha querida obstetra humanizada, mas já havia lido muito sobre ele na internet.

Janet Balaskas fala desde a preparação para o parto e como conseguir um parto natural, até posições e massagens para a grande hora.

Ele me deu mais confiança para enfrentar minhas inseguranças do desconhecido. Pude me sentir mais preparada para o parto. Como o próprio nome do livro mostra , trata-se de um conteúdo importantíssimo para quem busca um parto humanizado, natural e respeitoso, onde mãe e bebê participam ativos, como protagonistas deste momento tão especial. Com certeza , voltarei a lê-lo durante minha próxima gravidez.

Tags: , , , , , ,
19/10 2011

Desfralde no tempo certo

Por Alessandra | Sem Comentários

 
Gabriela lendo para incentivar o desfralde de sua boneca… rs

O desfralde é mais um importante momento na vida de uma criança. Significa o  fim de um ciclo e, se não for feito de forma natural e respeitando o preparo da criança, pode trazer problemas futuros.

Sim, forçar o desfralde precocemente pode deixar a criança insegura, frustrada e prejudicar sua auto-estima.  Quando a criança está na escolinha desde cedo,  o segundo aniversário torna-se  o “dead line” das professoras para que o desfralde aconteça. Mas como sabemos,  as crianças são muito diferentes, cada uma temo seu próprio tempo e não há “prazos certos” para que as coisas aconteçam. Então, muitas são forçadas a passarem por esta fase precocemente, sem a maturidade necessária.

Eu já havia conversado  sobre esta fase com o pediatra da Gabi e ele havia  sido muito claro sobre o quanto é natural que algumas crianças só deixem as fraldas aos 5 anos. Li sobre os sinais que o bebê demonstra quando está  pronto para o grande passo e apenas aguardei o tempo de Gabi , assim como sempre fiz com ela.

Em junho, com 1 ano e 9  meses, percebi que a pequena já reconhecia quando estava fazendo xixi e coco. Ela  logo me avisava sobre seus feitos na fraldinha. Também percebi que ela passou a ficar incomodada com a fralda suja. Além disso, tinha uma enorme curiosidade sobre usar o adaptador de vaso sanitário para bebês e chegou a pedir para sentar nele. Perceb i que eram os tais sinais de que ela estava pronta para começarmos o desfralde. Mas estávamos às vésperas de uma longa viagem de férias e, como não sabia se o processo seria rápido ou não, decidi esperar até  o nosso retorno. Não queria arriscar acidentes no avião…  rs

Com o nosso retorno ao Brasil, veio aquela correria para a festa de aniversário da Gabi e decidi esperar mais alguns dias. Mas o segundo aniversário da Gabi seria o fim da fase fraldinha. Ela  já  ficava muito tempo com a fralda seca,  fazendo xixis em grandes intervalos, outro grande sinal de que o momento havia  chegado.

Pois bem,  com  2 anos e  1 dia, Gabi passou seu primeiro dia sem fraldas. Todos os xixis no chão.
Segundo dia de tentativas, todos os xixis no chão.
Terceiro dia de tentativas, um xixi no peniquinho e mamãe chorando de alegria.
Quarto dia de tentativas e todos os xixis e cocos no penico.
Em uma semana estava saindo com minha pequena sem fraldas. Munida de roupas extras,  rolo de papel higiênico, assento sanitário descartável e álcool em  gel fomos almoçar com o papai no shopping. Levei Gabi duas vezes  ao banheiro e nada de sair xixi. Na volta ela disse que tinha vontade, mas estávamos no carro e pedi que ela segurasse. Ela assim o fez até chegarmos no seu peniquinho. Nunca tivemos um acidente sequer fora de casa.
Com duas semanas  do início do desfralde percebi que  ela já acordava com a fralda seca e resolvi testar o desfralde noturno. Sucesso total. Taxa zero de xixi na  cama! Eu nem pude acreditar, minha pequena estava completamente desfraldada. Linda demais! Meu orgulho!

Creio que o sucesso dessa “operação” (rs) se deve ao fato de que Gabriela estava mesmo pronta e madura para ser desfraldada. E cada criança terá o seu tempo. Seja, com 2, 3 ou 4 anos. Precisamos aprender a respeitar o tempo de nossos filhos, em tudo. Seja na hora de nascer, nos períodos entre os mamás, tempo de engatinhar, tempo de andar, tempo de falar, tempo de desfraldar. Isso é amar e ponto.

Se seu bebê estiver apresentando os  sinais para o desfralde, vá em frente e converse com ele sobre esse momento. E uma vez começado o desfralde, não retroceda . Recolocar a fralda deixará a criança confusa.  Lembro que no começo, quando vi aquele mar de xixi no  chão, pensei: “Será que não estou apressando as coisas?”  Mas  logo me lembrei dos sinais do desfralde e continuei  firme.

Elogie sempre que ele fizer o xixi no lugar certo. Gabi começou a me parabenizar também quando me via no vaso: “Parabéns, mamãe! Você é muito linda!”

E mostre que errar é normal . Bibi  ficava triste quando fazia xixi no chão, mas eu dizia a ela que “essas coisas” acontecem e que, às vezes, o  xixi da uma escapadinha mesmo. Mas estávamos juntas e eu passaria esta fase ao seu lado. Dizia para ela não se preocupar , limpávamos tudo e a lembrava que, da próxima vez, ela podia chamar a mamãe para irmos fazer no penico. Paciência é amor também.

Outra coisa muito bacana foi incentivar a leitura no banheiro. Bibi sempre gostou de ler e, para levá-la ao banheiro com mais frequência no início, eu pedia para ela escolher um livro para lermos juntas. Logo ela estava lendo para suas bonecas sentadas  no penico.
Ela também ganhou um livro muito interessante sobre desfralde da tia Lolô: “O que tem dentro da sua fralda?”, da editora Brinque Book. 

E assim deixamos as fraldinhas e passamos para um novo estágio da vida da minha princesa Gabriela.  

Livro sobre deslfrade

Tags: , ,
Escolhi ser Mãe | 2013
Por Alessandra Rebecchi Feitosa - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Estúdio Jabuticaba em Wordpress